Destaques

Sustentabilidade na Klabin

Klabin
Para a Klabin, sustentabilidade possui um profundo significado na história e na vida da empresa. É o fundamento maior da gestão dos negócios e um compromisso de longo prazo com os acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores e com as comunidades em que atuamos. Das florestas às embalagens, existe um modelo de autossuficiência, respeito ao meio ambiente e estímulo ao desenvolvimento de todos os stakeholders que integram a cadeia produtiva.

Conteúdo Relacionado

CULTIVANDO HISTÓRIAS

Contemplando os temas biodiversidade, água, solo, economia e certificação, a campanha de 2016 ficou no ar no mês de junho nos perfis em mídias sociais. Clique aqui e confira.

17 OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Estabelecidos pela ONU, eles visam a promoção da prosperidade comum e do bem-estar para todos no mundo ao longo dos próximos 15 anos. Clique e conheça.

RESERVATÓRIO DE BOAS IDEIAS

A campanha Reservatório de Boas Ideias apresenta histórias dos colaboradores da Klabin sobre o cuidado com o meio ambiente e o espaço ao seu redor para inspirar atitudes sustentáveis no dia a dia das pessoas. Saiba mais.

Relatório de Sustentabilidade

Os relatórios anuais são elaborados segundo as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI).

Certificações e Compromissos Externos

CERTIFICAÇÕES

As certificações confirmam o pioneirismo da companhia na busca para atender às necessidades dos clientes, antecipando-se às tendências do mercado.

Klabin foi a primeira empresa do setor no Hemisfério Sul a receber a certificação FSC® para suas áreas florestais, em 1998, e também a primeira no mundo a ter produtos florestais não madeireiros certificados. O certificado abrange a cadeia de custódia de sacos industriais, papelcartão e papel kraft nas unidades do Brasil. Em dezembro de 2016, a empresa conquistou também a certificação FSC® para a cadeia de custódia na Unidade de Pilar, na Argentina, atestando a existência de controles de processo e rastreabilidade exigidos pela norma na produção local de sacos industriais.
A certificação assegura o correto manejo florestal por meio de dez princípios, entre eles, o uso eficiente dos múltiplos produtos e serviços da floresta, bem-estar dos trabalhadores e das comunidades, conservação da biodiversidade, plano de manejo detalhado, monitoramento e avaliação de impactos ambientais e sociais. Procure por produtos certificados FSC®. Veja todas as certificações FSC® da Klabin aqui.
A Klabin é a primeira empresa brasileira do setor de papel e celulose a ter em seus sacos de cimento a certificação belga OK Compost, que garante que o saco de papel se decompõe completamente em até 12 semanas sem oferecer risco de contaminação ao meio ambiente.
O reconhecimento atesta os processos adotados pela Klabin em seu Programa de Embalagens para Alimentos, que garante a integridade da sacaria, suas condições sanitárias e a saúde do consumidor final. A Klabin é a primeira empresa de embalagens de sacos de papel na América Latina a receber a recomendação internacional da AIB, entidade que já realizou auditorias em unidades fabris em mais de 120 países.
É uma das mais avançadas normas utilizadas para assegurar a procedência do papel para embalagem de alimentos. A certificação foi criada tendo como base a ISO 22000, complementando-a ao especificar claramente os pré-requisitos necessários para a produção de embalagens que garantam segurança à saúde do consumidor final. Determina pré-requisitos como limpeza e organização da área produtiva, além de controles de qualidade da água, ar e pragas, necessários à produção de embalagens para alimentos.
Garante a qualidade do papel usado para a produção de embalagens que entram em contato com alimentos.
Define os requisitos mais importantes para uma empresa estabelecer e operar um Sistema de Gestão Ambiental. É reconhecida mundialmente como meio de melhorar o desempenho ambiental e de controlar custos das organizações.
Possui diretrizes que asseguram um modelo de gestão capaz de garantir a uniformidade do produto. Engloba todas as etapas dos processos relacionados à qualidade, desde o projeto até a entrega do produto final.
Permite sistematicamente controlar e melhorar o nível do desempenho da gestão da saúde e da segurança. A aplicação desta norma retrata a preocupação da Klabin com a integridade física de seus colaboradores e parceiros.
Criado em 2002, o Klabin Superar (PKS) é um programa de melhoria contínua que utiliza a metodologia japonesa Total Productive Maintenance (TPM). Os objetivos principais são reduzir custos, aumentar a produtividade, melhorar a qualidade, racionalizar o estoque de produtos, eliminar os acidentes de trabalho e valorizar as pessoas.

Compromissos Externos

Estes são os compromissos voluntários assumidos pela Klabin:

DESDE 2003

Mobilização internacional de empresas em apoio à Organização das Nações Unidas (ONU) na promoção de dez princípios que reúnem valores fundamentais nas áreas de meio ambiente, direitos humanos e trabalhistas e de combate à corrupção. O Pacto Global é uma contribuição voluntária das empresas para a busca de uma economia global mais sustentável e inclusiva.

DESDE 2006

Iniciativa mundial para facilitar o diálogo entre investidores e empresas que procuram minimizar os impactos ambientais de seus negócios diante das mudanças climáticas.

DESDE 2009

Plataforma empresarial permanente que tem o objetivo de mobilizar, sensibilizar e articular lideranças empresariais para a gestão e a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE), a gestão de riscos climáticos e a proposição de políticas públicas e incentivos positivos no contexto das mudanças climáticas.

DESDE 2013

Criado em dezembro de 2005 pela BM&FBovespa, o Índice busca avaliar de forma integrada os diferentes aspectos da sustentabilidade. Seu objetivo é atuar como indutor de boas práticas no meio empresarial brasileiro. As empresas são selecionadas com base em critérios estabelecidos pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas (Eaesp-FGV).

DESDE 2015

São o desdobramento atual proposto para os Objetivos do Milênio. Constituem uma agenda mundial com 17 objetivos e 169 metas estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) para governos, sociedade civil e setor privado. De acordo com os objetivos e metas, são previstas ações mundiais especialmente nas seguintes áreas: erradicação da pobreza, segurança alimentar, agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura e industrialização. Saiba mais em Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

DESDE 2013

A Iniciativa Desenvolvimento Local e Grandes Empreendimentos (IDLocal) visa a articular o setor empresarial para refletir, trocar experiências e construir propostas e diretrizes empresariais para o desenvolvimento local. Promove o diálogo, o estudo, a articulação e a cocriação de propostas, metodologias e ferramentas de gestão local. Tudo com vistas a inserir o desenvolvimento local nas estratégias de negócios das empresas responsáveis por investimentos em territórios mais vulneráveis.

DESDE 2013

Lançado em 2005, reúne empresas brasileiras e multinacionais que assumiram o compromisso de não negociar com quem explora o trabalho escravo. Além de restringir economicamente os empregadores que cometem esse crime, o Pacto prevê a promoção do trabalho decente, a integração social dos trabalhadores em situação de vulnerabilidade e o combate ao aliciamento. As empresas que são signatárias dessa iniciativa participam do processo de monitoramento do Pacto e têm o compromisso de tornar públicos os resultados de seus esforços para banir o trabalho escravo.

DESDE 2013

O Pacto foi lançado em junho de 2006, por iniciativa do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, do UniEthos – Formação e Desenvolvimento da Gestão Socialmente Responsável, da Patri Relações Governamentais & Políticas Públicas, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC) e do Comitê Brasileiro do Pacto Global. Os principais compromissos expressos no texto são: informação sobre legislação; divulgação, orientação e respostas sobre princípios legais aplicáveis às suas atividades; vedação ao suborno; contribuição transparente e lícita a campanhas políticas; propagação de princípios do Pacto entre seus públicos; investigações abertas e transparentes; e atuação na cadeia produtiva.

Responsabilidade Ambiental

O sistema de gestão ambiental da Klabin é certificado pela ISO 14001 e amparado pela Visão e Política de Sustentabilidade. Tudo isso expressa o compromisso com a conservação dos recursos naturais, redução constante do uso de recursos não renováveis, e controle e mitigação de impactos ambientais.

CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

A Klabin desenvolve um intenso trabalho para preservar a biodiversidade de suas florestas, que abrange a identificação de espécies de fauna e flora, inclusive as consideradas raras ou em extinção.

RPPN Parque Ecológico Manejo Florestal

CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

A Klabin desenvolve um intenso trabalho para preservar a biodiversidade de suas florestas, que abrange a identificação de espécies de fauna e flora, inclusive as consideradas raras ou em extinção.

RPPN Parque Ecológico Manejo Florestal

RPPN

O que é RPPN?

Uma Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN – é uma unidade de conservação permanente prevista em lei, criada em áreas privadas com o objetivo de contribuir para o manejo sustentável de matas nativas e a manutenção da biodiversidade. Atualmente a Klabin mantém duas RPPNs

Monte Alegre

Essa RPPN, criada em 1998, possui uma área de quase 4 mil hectares e está localizada dentro da Fazenda Monte Alegre, na região dos Campos Gerais, no Paraná. A criação da RPPN Monte Alegre tem como objetivos a realização de pesquisas científicas, a proteção da biodiversidade local e dos recursos hídricos, o fornecimento de sementes de espécies florestais para a restauração de áreas degradadas, a geração de informações para o Programa Caiubi de Educação Ambiental e a proteção de eventuais sítios arqueológicos, históricos, culturais e paleontológicos.

Complexo Serra da Farofa

O Complexo Serra da Farofa, criado em 2014, é a 2ª Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual da Klabin, a primeira no Estado de Santa Catarina. Parte da reserva está localizada na serra com o mesmo nome, a Serra da Farofa, que abrange os municípios de Painel, Rio Rufino, Bocaina do Sul, Urupema e Urubici. A RPPNE possui grande relevância para a manutenção da biodiversidade na Mata Atlântica pois reúne importantes formações vegetais, bem como espécies endêmicas e ameaçadas de extinção. É uma das maiores unidades de conservação na categoria do Estado de Santa Catarina, conservando cerca de 5 mil hectares de mata nativa, destinada exclusivamente à proteção ambiental e ao apoio de estudos científicos.

Clique aqui e assista ao vídeo do Complexo Serra da Farofa.

CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

A Klabin desenvolve um intenso trabalho para preservar a biodiversidade de suas florestas, que abrange a identificação de espécies de fauna e flora, inclusive as consideradas raras ou em extinção.

RPPN Parque Ecológico Manejo Florestal

PARQUE ECOLÓGICO

Klabin

Criado na década de 1980 e localizado na Fazenda Monte Alegre (PR), o Parque Ecológico da Klabin possui uma área de aproximadamente 11.000 hectares, sendo que 71% são formados de florestas naturais. Suas atividades promovem a conservação da biodiversidade, a reabilitação de animais, a preservação de espécies em extinção, o desenvolvimento de pesquisas científicas e o apoio aos projetos de educação ambiental.

Atividades do Parque Ecológico da Klabin

Criadouro Científico

Desde 1989, o Criadouro Científico é dedicado à conservação e ao estudo de comportamentos das espécies de fauna ameaçadas de extinção, promovendo sua reprodução e reintrodução ao meio ambiente de acordo com as normas dos órgãos ambientais. Nessa área vivem aproximadamente 200 animais de 50 espécies, como o puma, o veado catingueiro e a anta brasileira.

Centro de Interpretação da Natureza Frans Krajcberg

Com uma construção característica de madeira de floresta plantada, o Centro de Interpretação da Natureza Frans Krajcberg é um espaço destinado ao desenvolvimento de atividades dos projetos de educação ambiental. Nele há um acervo de peças zoológicas e botânicas utilizadas para fins didáticos e para transmitir conhecimentos históricos sobre a biodiversidade da região.

Trilha Ecológica

Localizada em meio às florestas naturais da área do Parque Ecológico da Klabin, a Trilha Ecológica permite aos participantes de projetos de educação ambiental a transformação do conhecimento teórico em prático, consolidando sua aprendizagem por meio de observação da flora da região e tendo até a possibilidade de visualizar a aparição de alguns representantes da fauna durante o percurso.

CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

A Klabin desenvolve um intenso trabalho para preservar a biodiversidade de suas florestas, que abrange a identificação de espécies de fauna e flora, inclusive as consideradas raras ou em extinção.

RPPN Parque Ecológico Manejo Florestal

Manejo Florestal

Klabin

O manejo da paisagem e o uso múltiplo da floresta são os conceitos direcionadores das atividades florestais da Klabin. É uma conquista com origem na década de 1960, quando foi desenhada a paisagem da Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba: florestas plantadas entremeadas por vastas áreas de matas nativas preservadas, em modelo de mosaico, a marca da empresa. Essa trama permite a proteção de corredores de biodiversidade, com uma rica fauna em seu habitat natural.

O emprego das práticas ambientalmente corretas utilizadas pela empresa em seu manejo florestal, assim como o manejo adequado da paisagem propiciam o excelente aproveitamento do potencial de produção das florestas e a proteção dos recursos naturais.

USO RACIONAL DA ÁGUA

Pela importância desse recurso natural, o uso racional e sem desperdício da água é um desafio para as operações industriais. O tema tem extrema relevância para a Klabin e reafirma o compromisso da empresa com um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, de “assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos” (ODS 6).

Em 2016 a Klabin consumiu 92.685.263 m3 de água sendo mais de 99% provenientes de fontes de água superficiais. Por respeitar as outorgas estabelecidas, a Klabin não afeta significativamente nenhuma fonte hídrica da qual retira água. Em relação a 2015, houve aumento de 49,5% no consumo, devido ao início das operações da Unidade Puma e de um maior consumo nas unidades de Papéis, tendo em vista o aumento de produção nessas unidades. (G4-EN8, G4-EN9, G4-EN10)

GESTÃO DE EFLUENTES

Todas as unidades da Klabin atendem aos limites legais para descarte de efluentes. Após passar pelas Estações de Tratamento (ETE) da Klabin, os efluentes são descartados na rede de coleta do esgoto municipal ou em rios. Em 2016, a companhia descartou 74.195.940,18 m3 de efluentes, valor superior ao de 2015, que reflete o início das operações da Unidade Puma. (G4-DMA)

FOCO NO REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12305/10) prevê a prevenção e a redução na geração de materiais que não compõem o processo produtivo nas indústrias e precisam ser descartados. Por meio desta Política, os materiais que têm valor econômico devem ser reutilizados e/ou reciclados, e os rejeitos devem ser destinados de forma ambientalmente adequada para locais como, por exemplo, aterros sanitários.

A gestão de resíduos na Klabin ganhou reforço em 2016, com a entrada em operação da Central de Processamento de Resíduos Sólidos na Unidade Puma, em Ortigueira (PR), que atende também à Unidade Monte Alegre, em Telêmaco Borba. Resultado de um investimento de R$ 45 milhões, a Central ocupa uma área de 42 hectares e deverá reciclar 94% dos resíduos da operação da Unidade Puma, reduzindo custos operacionais de tratamento de resíduos, número de aterros e impactos ambientais.

MATERIAIS

Mais de 98% dos materiais utilizados pela Klabin em sua produção são de origem renovável, como madeira, aparas e polpas. Os materiais não renováveis representam menos de 2% do total utilizado, somando pouco mais de 190 mil toneladas. Os aumentos de materiais de 2015 para 2016 se deram em função do início da operação da Unidade Puma. (G4-EN1)

A Usina Presidente Vargas faz parte do complexo da Klabin em Telêmaco Borba (PR). Foi inaugurada no dia 25 de janeiro de 1953 e, atualmente, possui duas unidades instaladas, com capacidade de geração de 22,5 MWh de energia elétrica. É uma importante fonte geradora de energia para a produção industrial de celulose e papel na Fazenda Monte Alegre.

O barramento foi construído no leito do rio Tibagi e a usina é composta por dois tubulões de alimentação a dois turbo-geradores, constituídos de turbinas hidráulicas e geradores, além da subestação distribuidora, linha de transmissão à fábrica e subestação receptora na fábrica.

Responsabilidade Social

A Klabin tem interferência direta e indireta na dinâmica socioeconômica das comunidades ao promover incremento de renda a partir da distribuição de impostos nos municípios onde atua, ao desenvolver programas socioeducativos e socioambientais, ao gerar empregos diretos e indiretos e ao alterar a dinâmica local, incentivando o empoderamento da comunidade.

A Klabin organiza seus investimentos sociais com foco nas linhas de atuação abaixo.

PROGRAMA CAIUBI

Desde 2001, já beneficiou mais de 245 mil alunos, 9 mil professores e 770 escolas do Paraná e de Santa Catarina. A iniciativa reúne especialistas com o objetivo de capacitar professores para disseminar conceitos de consciência ecológica, além de contribuir para a formação de cidadãos mais críticos e cientes de suas responsabilidades para com o meio ambiente.

PROTETORES AMBIENTAIS

O programa incentiva o respeito às pessoas e ao meio ambiente, além do desenvolvimento social e exercício da cidadania. Estudantes do ensino básico recebem treinamento teórico e prático sobre preservação da natureza, legislação ambiental, aspectos da fauna e flora locais, primeiros socorros, civismo, moral e ética.

GUARDIÕES DA NATUREZA

Pioneiro na formação de agentes mirins ambientais, o programa é desenvolvido em parceria com a Polícia Militar Ambiental do Paraná. Os jovens recebem treinamento teórico e prático sobre preservação da natureza, legislação ambiental, aspectos da fauna e flora locais, primeiros socorros, civismo, moral e ética.

PROJETO CRESCER

São palestras com temas que envolvem questões ambientais, saúde, gestão familiar, qualidade de vida, crescimento profissional, entre outros. O programa foi selecionado pelo Forest Stewardship Council® (FSC®) como um dos cinco casos de sucesso no mundo, e o único no Brasil, sobre a relação e cooperação entre empresas de florestas plantadas certificadas FSC® e comunidades locais.

CRESCER LENDO

Em parceria com a organização United Way Brasil e o Instituto Avisa Lá, a iniciativa promoveu a formação de profissionais do ensino infantil e a instalação de bibliotecas infantis em escolas municipais das cidades catarinenses de Lages, Otacílio Costa, Correia Pinto, Itajaí, Rio Rufino e Bocaina do Sul, e nos municípios de Angatuba e Piracicaba, em São Paulo. Desde seu início, em 2014, o Crescer Lendo já alcançou 26 municípios de sete estados em que a Klabin mantém operações. O saldo desde então é de 6.900 crianças impactadas, 500 profissionais do ensino infantil (professores, técnicos de secretarias de educação, diretores e coordenadores pedagógicos) formados e mais de 10 mil livros doados.

TERRA VIVA

A Terra Viva Associação de Voluntários da Klabin, entidade sem fins lucrativos, foi criada em 2003 e desde então organiza e promove ações de cidadania e solidariedade com o apoio de colaboradores e seus familiares. Os projetos podem ser pontuais, como arrecadações de agasalhos, alimentos, leite, doação de sangue, e outras ações relacionadas a datas comemorativas; ou educacionais, a exemplo de orientação na busca do primeiro emprego e aulas técnicas e criativas, como cursos de violão, idiomas, informática etc. Os públicos atendidos são diversos: crianças e jovens em situação de risco social ou com deficiência física e idosos.

A associação conta com a participação de aproximadamente 300 voluntários na maior parte de suas unidades, e beneficia cerca de 12 mil pessoas, em mais de 50 organizações atendidas. O apoio à iniciativa mostra que a Klabin estimula e valoriza a prática do voluntariado entre seus colaboradores para melhorar a qualidade de vida nas comunidades onde está presente.

Clique aqui e conheça o Manual do Voluntário Terra Viva.

NOSSA LÍNGUA DIGITAL

Busca aprimorar as habilidades de comunicação oral e escrita de jovens entre 13 e 18 anos filhos de colaboradores da empresa e moradores da comunidade de Telêmaco Borba (PR). Usa novas tecnologias da informação e comunicação paratratar de temas como identidade, sexualidade, meio ambiente, cidadania e drogas. Desde 2009, o programa formou 963 alunos no Espaço Cultural Vera Lafer.

PARCERIAS COM O BNDES

Em parceria com o BNDES, a Klabin realiza projetos sociais voltados para a infraestrutura e o desenvolvimento das comunidades em que atua, por meio de doações de equipamentos, reformas estruturais e outros projetos.

Desde 2013 foram financiados mais de R$ 20 de milhões em projetos sociais.

RELACIONAMENTO COM AS COMUNIDADES

Mantemos equipes que promovem constantemente o diálogo e o engajamento com os públicos envolvidos por nossas operações florestais, que têm à disposição vários canais para falar com a Klabin: linha 0800, ouvidoria, site e caixas de sugestão instaladas em locais de fácil acesso.

klabin

FÓRUNS DA COMUNIDADE

Em 2016, um projeto-piloto de desenvolvimento e engajamento local iniciado pela Klabin no ano anterior ganhou força ao contribuir para empoderar a comunidade com vistas à melhoria de qualidade de vida em dois municípios de Santa Catarina. Trata-se do Fórum de Diálogo em Correia Pinto e Otacílio Costa, que reúne lideranças comunitárias, da sociedade civil organizada, de outras empresas e do poder público dessas cidades, além de representantes da própria Klabin.

Ao incentivar a reunião de diversos segmentos da sociedade, a empresa incentiva a criação de oportunidades de diálogo e de desenvolvimento em cada município. Nesses fóruns, a Klabin não atua como protagonista, mas participa como um ator que, junto aos demais, busca um novo modelo de gestão do território com base em discussões e na busca conjunta de soluções para as questões locais.

Klabin

MATAS LEGAIS

Desenvolvido em parceria com a Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), promove ações de planejamento da propriedade rural, conservação, educação ambiental e fomento florestal nos Estados do Paraná e de Santa Catarina. Orienta pequenos e médios proprietários para atuação mais eficiente e com maior rentabilidade, além da preservação de ecossistemas. Os produtores fazem cursos, mutirões, palestras e visitas de intercâmbio e recebem gratuitamente mudas de plantas nativas. O programa também incentiva a silvicultura com florestas plantadas, tanto com pinus e eucalipto, como com espécies nativas; o enriquecimento de florestas secundárias, a agricultura orgânica e o ecoturismo.

PLANEJANDO PROPRIEDADES SUSTENTÁVEIS

Busca auxiliar pequenos produtores rurais de Ortigueira e Imbaú (PR) na realização do Cadastro Ambiental Rural e orientá-los no planejamento sustentável do uso de sua propriedade. O objetivo é incentivar a agricultura familiar, a permanência no campo, sua cadeia de produção e consumo na região e o empreendedorismo, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), TNC e Apremavi.

PROGRAMA DE APICULTURA

A Klabin cede suas florestas para impulsionar o desenvolvimento das cadeias produtivas que trazem benefícios às comunidades, especialmente na geração complementar de renda, e ao meio ambiente.

A iniciativa, desenvolvida em parceria com a Associação de Apicultores de Telêmaco Borba e a Cooperativa Caminhos do Tibagi, opera uma unidade de beneficiamento que tem por objetivo preparar e distribuir o mel e seus derivados de acordo com as exigências legais e de mercado.

CERTIFICAÇÕES DE PEQUENOS PRODUTORES

A Klabin apoia produtores rurais do Médio Rio Tibagi, na região de Telêmaco Borba (PR) na certificação FSC® (Forest Stewardship Council®), que reconhece as melhores práticas de manejo florestal. A partir de ações de conservação, educação ambiental e fomento florestal, o projeto visa a adequação das propriedades e das operações, permitindo aos produtores certificados que comercializem a madeira com maior valor agregado, o que traz benefícios para toda a cadeia produtiva.

Esta é mais uma iniciativa que demonstra o pioneirismo da Klabin na busca pelo constante desenvolvimento sustentável.

MENINAS CANTORAS DA KLABIN

Composto por meninas com idade entre 7 e 17 anos, filhas de colaboradores da Unidade Monte Alegre (PR) e jovens da comunidade. O projeto proporciona o estudo de teoria musical, ritmo e técnica vocal, além do desenvolvimento do companheirismo. As participantes já tiveram a oportunidade de se apresentar em diversas cidades dos estados do Paraná, São Paulo e Santa Catarina para um público de mais de 12 mil pessoas.

PASSO CERTO

Fundado em 2008, em parceria com o Studio 3 Cia. de Dança, o Programa Klabin Passo Certo é composto por atividades de Dança Contemporânea e Capoeira para crianças e adolescentes, filhos de colaboradores, entre 6 e 17 anos, tendo como objetivo principal a manifestação artística e a valorização da Cultura e da Arte. Até dezembro de 2016, 69 alunos da comunidade e nove filhos de colaboradores da Klabin participaram das atividades de capoeira e dança.

Visão de Sustentabilidade

Sustentabilidade é criação contínua de valor

Acreditamos que Sustentabilidade é criação contínua de valor, que privilegia o equilíbrio entre as esferas econômica, social e ambiental. Somos uma empresa de base florestal diferenciada e de gestão responsável, compromissada com a biodiversidade. Trabalhamos de forma colaborativa com nossos clientes e fornecedores, sempre pautados pela inovação e melhoria constante de nossos produtos e processos. Promovemos o engajamento e desenvolvimento da nossa Gente e comunidades onde atuamos, visando resultados crescentes e sustentáveis para toda a cadeia de valor, de forma integrada.




Política de Sustentabilidade

A Klabin S.A é uma empresa que produz madeira, papéis e cartões para embalagem, embalagens de papelão ondulado e sacos. Atua nos mercados interno e externo e se fundamenta nos seguintes princípios de sustentabilidade para todas as atividades relativas aos seus produtos e serviços:

1
Buscar a qualidade competitiva, visando a melhoria sustentada dos seus resultados, pesquisando, desenvolvendo e aperfeiçoando continuamente os processos, produtos e serviços, existentes e novos, para atender às expectativas dos clientes, colaboradores, acionistas, comunidade e fornecedores e demais públicos de relacionamento.
2
Promover a colaboração com clientes, fornecedores, academia e outras partes interessadas na busca por inovação para os produtos e processos, e por melhorias para a cadeia de valor.
3
Garantir a valorização da base florestal a partir de sua transformação em produtos sustentáveis e competitivos.
4
Assegurar o suprimento de madeira plantada para as suas unidades industriais, de forma sustentada, sem agredir os ecossistemas naturais associados, nas operações próprias e em fomentados.
5
Praticar e promover a reciclagem de fibras celulósicas em sua cadeia produtiva.
6
Evitar e prevenir a poluição por meio da redução dos impactos ambientais relacionados a efluentes hídricos, resíduos sólidos e emissões atmosféricas, considerando constantemente esses elementos na manutenção e melhoria de processos produtivos, no desenvolvimento e aperfeiçoamento de produtos, em operações florestais e logísticas, e no monitoramento de fornecedores críticos em função de aspectos econômicos e socioambientais.
7
Buscar aplicar as mais eficientes e atuais tecnologias e soluções de engenharia na implantação de novos projetos e empreendimentos, zelando pela proteção da saúde humana, dos recursos naturais e do meio ambiente.
8
Promover o crescimento pessoal e profissional dos seus colaboradores e a busca da melhoria contínua das condições de trabalho, saúde e segurança.
9
Promover uma cultura de disseminação da ética e desenvolver as melhores práticas de governança corporativa.
10
Observar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e orientar suas ações e investimentos para o fortalecimento dessa agenda, agindo de modo propositivo em favor do desenvolvimento socioambiental positivo dos locais onde atua.
11
Praticar a responsabilidade social com foco nas comunidades onde atua de acordo com a plataforma de investimento social privado, com base nas linhas de atuação: desenvolvimento local e educação.
12
Atender à legislação e às normas aplicáveis ao produto, meio ambiente, saúde e segurança.
13
Assegurar que as operações da companhia busquem constantemente a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).