PressReleases

Social e Cultura
|
25 de fevereiro de 2014

Klabin investe R$ 13,3 milhões em projetos sociais em 2013

Aporte foi destinado a todas as cidades brasileiras em que a companhia atua

A Klabin, que tem como um dos pilares de atuação o investimento em iniciativas socioambientais, encerrou o ano de 2013 com o total de R$ 13,3 milhões aplicados em projetos sociais. O recurso foi destinado a todas as 13 cidades onde a Klabin mantém unidades fabris no Brasil, e contemplou ações dos setores de cultura, assistência social, saúde, educação, esporte e meio ambiente.

A companhia investiu em mais de 160 projetos. Um deles é o Projeto Luteria, conduzido pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR), que tem como objetivo formar profissionais técnicos na área musical, oferecendo cursos para a construção de instrumentos de corda e madeira.

Na área de assistência social, a companhia firmou parceria com o Instituto Marfrig para apoiar a criação de dez casas-sede para atividades que promovem o voluntariado e conceitos de cidadania para crianças e jovens (entre 6 e 16 anos). Nelas os estudantes realizarão tarefas educativas e recreativas enquanto não estiverem em horário de aula. Além disso, durante a Campanha do Agasalho, a companhia doou mais de 25 mil caixas de papelão e 100 mil sacolas no Estado de São Paulo.

Com relação aos projetos com foco ambiental, a Klabin está presente em diversas regiões por meio do Projeto Caiubi, que dissemina conceitos de consciência ecológica para professores e alunos de municípios catarinenses e paranaenses. Outro projeto de destaque é o Guardiões da Natureza, no qual, em parceria com a Polícia Ambiental do Paraná e de Santa Catarina, a companhia difunde conceitos de preservação do meio ambiente e cidadania para alunos da rede pública.

A empresa também possui parceria com diversas escolas do Brasil, e é mantenedora de associações sociais, como o Instituto Marquês de Salamanca, no Rio de Janeiro, que promove educação infantil e cidadania aos moradores da comunidade de Santa Teresa.

Para 2014, a Klabin tem em seu planejamento o objetivo de ampliar as ações voltadas ao desenvolvimento das comunidades em que atua, valorizando suas principais iniciativas e avaliando novas oportunidades de investimento.

Sobre a Klabin

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, produz papéis e cartões para embalagens, embalagens de papelão ondulado, sacos industriais e madeira em toras. Fundada em 1899, possui atualmente 15 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. Está organizada em três unidades de negócios: Florestal, Papéis (papelcartão e papel kraft) e Conversão (papelão ondulado e sacos industriais).

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável, buscando crescimento integrado e responsável, que une rentabilidade, desenvolvimento social e compromisso ambiental. Em 2014, a Klabin integra, pela primeira vez, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&FBovespa. Também é signatária do Pacto Global da ONU e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, buscando fornecedores e parceiros de negócio que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Informações para a Imprensa:

Grupo Máquina PR

Carlos Moura | (11) 3147-7453 carlos.moura@grupomaquina.com
Tatiana Souza | (11) 3147-7921 tatiana.souza@grupomaquina.com
Fernanda Doniani| (11) 3147-7448 fernanda.doniani@grupomaquina.com

Assessoria de Imprensa

Contato da Imprensa Klabin S.A.

Juliana Onofri | +55 (11) 4871-1466 - juliana.onofri@inpresspni.com.br
Alessandro Abate | +55 (11) 3323-3829 - alessandro.abate@inpresspni.com.br
Alcione Cavalcante | +55 (11) 4871-1473 - alcione.cavalcante@inpresspni.com.br
Giovana Battiferro | +55 (11) 3330-3806 - giovana.battiferro@inpresspni.com.br

Facebook

Agora é a hora de conhecer a Casa Museu Eva Klabin, onde estão muitas obras selecionadas pela colecionadora ao longo de anos, em viagens feitas pelos mais diversos países. Uma verdadeira relíquia! 😍

Assim como Ema e seu museu, Eva Klabin morou nesse espaço durante 30 anos. A sua casa foi uma das primeiras na Lagoa Rodrigo de Freitas e hoje guarda obras que vão desde o Egito Antigo até o Impressionismo. A ideia de abrir a Fundação ao público veio da própria Eva e foi colocada em prática em 1995. Ela queria deixar seu legado para a cidade do Rio de Janeiro, oferecendo uma atividade cultural de qualidade. Aí na foto, você pode ver o Bodoir, um pequeno escritório ligado ao quarto de dormir, cheio de obras de várias partes do mundo! 🌎

Para conhecer o acervo de pertinho, é só ir até a Avenida Epitácio Pessoa, número 2.480, Lagoa, no Rio de Janeiro - RJ. A Casa Museu funciona de terça a domingo, das 14 às 18h, com ingressos gratuitos nos fins de semana e feriados. 🎫


#PraCegoVer card com fotografia do Bodoir na Casa Museu Eva Klabin, destacando as obras renascentistas. Acima à esquerda, está a frase Casa Museu Eva Klabin.
... Ver MaisVer mais

1 dia atrás  ·  

Visualizar no Facebook

Youtube