PressReleases

Social e Cultura
|
20 de julho de 2018

Klabin envia antas para repovoamento de área onde espécie estava extinta

Klabin envia antas para repovoamento de área onde espécie estava extinta

20 de julho de 2018 – Petrúquio, Flora e Ronaldo, são três antas que nasceram no Parque Ecológico Samuel Klabin, em Telêmaco Borba (PR), e que, agora, estão na natureza. Por meio de um trabalho em parceria com Projeto Refauna, após um período de adaptação, os animais passaram a viver em uma reserva no município de Cachoeiras de Macacu, no estado do Rio de Janeiro. No novo lar, eles são conhecidos como Valente, Flora e Júpter – os machos foram rebatizados pela comunidade local – e se juntam a outro casal, Eva e Floquinho, que foram reintroduzidos em dezembro de 2017. Os cinco são os primeiros da espécie a habitar a região depois de pelo menos um século de extinção.

As três antas viajaram mais de mil quilômetros até o seu novo lar. De acordo com o médico veterinário do Parque Ecológico, Pedro Chaves Camargo, os animais nasceram no criadouro científico da Klabin em 2000, 2006 e 2008, respectivamente, e são da segunda geração do projeto de reprodução de antas iniciado pelo Parque no final dos anos 1990.

De acordo com o profissional, as antas são animais de grande porte, pesam entre 200 e 300 quilos e são essenciais para preservação da biodiversidade. “Esta é uma das espécies que está em extinção no Brasil. São herbívoros e conhecidos como jardineiros da natureza pois, ao se alimentarem dos frutos das árvores e arbustos, espalham as sementes pelo caminho, contribuindo essencialmente para a biodiversidade”, destacou Camargo.

Segundo o coordenador do Projeto Refauna e professor do Instituto Federal do Rio de Janeiro, Maron Galliez, os animais serão monitorados por coleiras de telemetria e armadilhas fotográficas. “As antas foram reintroduzidas por meio da técnica de soltura branda (soft release), ou seja, passando por um período de aclimatação em um cercado no interior da floresta, com suplementação alimentar. Após 30 dias, o cercado foi aberto e as antas ganharam a natureza, mas a suplementação continua”, destacou Maron.

Para o gerente de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Klabin, Júlio César Batista Nogueira, contribuir com o repovoamento da espécie é uma ação de grande valor para a companhia. “Investir na preservação da biodiversidade é parte da nossa contribuição para um futuro renovável e fortalece nosso compromisso com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, da ONU”, completa.

Os três animais ficaram em adaptação desde o mês de junho e foram soltos para a mata recentemente. “O projeto busca a translocação de animais criados em cativeiro. Por isso, buscamos parcerias com criadouros conservacionistas e zoológicos e, nesse cenário, a Klabin se destaca pela estrutura e qualidade no tratamento aos animais”, acrescentou Maron.

Sobre o Parque Ecológico.

O Parque Ecológico Samuel Klabin foi criado na década de 1980 e está localizado na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba (PR). Possui área de aproximadamente 11.000 hectares, sendo que 71% são formados de florestas naturais. Suas atividades promovem a conservação da biodiversidade, a reabilitação de animais, a preservação de espécies em extinção, o desenvolvimento de pesquisas científicas e o apoio aos projetos de educação ambiental. Desde 1989 dedica-se ao criadouro científico, aliando conservação e estudo de comportamentos das espécies de fauna ameaçadas de extinção, promovendo sua reprodução e reintrodução ao meio ambiente de acordo com as normas dos órgãos ambientais. Nessa área vivem aproximadamente 200 animais de 50 espécies, como o puma, o veado-bororó-do-sul e a anta brasileira.

O parque passou por uma reformulação de sua estrutura nos últimos anos e está fechado para visitação, visando a readaptação dos animais aos novos recintos. Além da atuação como criadouro científico, o parque possui o centro de interpretação da natureza e as trilhas ecológicas, para ações de educação ambiental e contato direto com a biodiversidade local.

Sobre a Klabin

A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, única companhia do país a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff, e líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais. Fundada em 1899, possui 17 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina.

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável, buscando crescimento integrado e responsável, que une rentabilidade, desenvolvimento social e compromisso ambiental. A Klabin integra, desde 2014, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da B3. Também é signatária do Pacto Global da ONU e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, buscando fornecedores e parceiros de negócio que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Saiba mais: www.klabin.com.br

Assessoria de Imprensa – Klabin

In Press Porter Novelli

Alcione Cavalcante – (11) 3046-7714 – alcione.cavalcante@inpresspni.com.br

Claudia Bogossian – (11) 3323-3834 – claudia.bogossian@inpresspni.com.br

Mayara Brasil – (11) 3323-1629 – mayara.brasil@inpresspni.com.br

Arlete de Oliveira – (11) 3323-1562 – arlete.oliveira@inpresspni.com.br

Assessoria de Imprensa

Contato da Imprensa Klabin S.A.

Juliana Onofri | +55 (11) 4871-1466 - juliana.onofri@inpresspni.com.br
Jordan Fraiberg | +55 (11) 3323-3829 - jordan.fraiberg@inpresspni.com.br
Mayara Brasil | +55 (11) 3323-1629 - mayara.brasil@inpresspni.com.br
Alcione Cavalcante | +55 (11) 4871-1473 - alcione.cavalcante@inpresspni.com.br
Giovana Battiferro | +55 (11) 3330-3806 - giovana.battiferro@inpresspni.com.br

Facebook

Youtube