Klabinna Mídia

|
29 de março de 2019

Klabin inaugura Centro de Interpretação da Natureza em Santa Catarina

Especialistas, pesquisadores e estudantes poderão se hospedar no local.

A Klabin – maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil-, inaugurou  um Centro de Interpretação da Natureza, localizado em um ponto estratégico da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Complexo Serra da Farofa, em Santa Catarina. Criado pela empresa para apoio ao desenvolvimento de pesquisas científicas que vêm sendo desenvolvidas em parceria com universidades locais como a Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, há mais de uma década, bem como com outras entidades de pesquisa, o Centro oferecerá infraestrutura para alojar grupos de pesquisadores durante os trabalhos e estadia na RPPN.

A Unidade de Conservação fica em uma área de mata nativa de aproximadamente cinco mil hectares, mantida há mais de dez anos pela empresa, com o objetivo de preservar a  biodiversidade local e fomentar pesquisas científicas que contribuam para o estudo da RPPN, importante remanescente da Mata Atlântica, composta por Floresta de Araucárias, Campos de Altitude e nascentes dos rios Caveiras, responsável por fornecer água ao município de Lages (SC), e Canoas, que forma a maior bacia hidrográfica de Santa Catarina. Mais de 420 espécies de flora e 190 espécies da fauna já foram identificadas oficialmente no local, entre elas, muitas classificadas como endêmicas, raras e com status de conservação reconhecido entre as listas oficiais de espécies ameaçadas de extinção.

Com o Centro de Interpretação da Natureza, especialistas, pesquisadores e estudantes de todo o País, interessados em realizar pesquisas no local, poderão se hospedar em um dos principais pontos de acesso dentro da própria reserva. A instalação está localizada em uma área prioritária de conservação a 1.700 metros de altitude, equipada com alojamentos para receber até 40 visitantes simultaneamente, com disponibilidade de dormitórios, refeitório e um auditório, que também pode ser utilizado como sala de aula.

A RPPN Complexo Serra da Farofa é dividida em seis grandes blocos, localizados nos municípios catarinenses de Painel, Urupema, Rio Rufino, Urubici e Bocaina do Sul.

“O complexo da Serra da Farofa está dentro de um contexto de 68 mil hectares de áreas preservadas para 65 mill hectares de área de plantio, preservação e produção em harmonia. É importante observar se os números traduzem o discurso”, disse José Calori, Gerente de Operações Florestais da Klabin ao CicloVivo. “Para nós, dividir essas praticas com a sociedade também é importante, pois gostamos de cuidar do outro, cuidamos de todas as comunidades em que estamos inseridos, das estradas às pessoas. Um cuida do outro, e hoje apresentamos mais uma forma de cuidado, com os alunos, professores e pesquisadores, melhorando a qualidade de trabalho dessas pessoas. Antes do Centro muitas pesquisas foram realizadas, agora, com a nova infra-estrutura acreditamos que a produção científica será ampliada.”

Propostas de pesquisa devem ser enviadas por e-mail para mmpitz@klabin.com.br e serão avaliados por Mireli Pitz, bióloga responsável pelo acompanhamento do projeto.

*Karina Marinheiro viajou a convite da Klabin para a inauguração do Centro de Interpretação da Natureza em Santa Catarina, o evento ocorreu no dia 21 de março – Dia Internacional das Florestas.

Assessoria de Imprensa

Contato da Imprensa Klabin S.A.

Juliana Onofri | +55 (11) 4871-1466 - juliana.onofri@inpresspni.com.br
Jordan Fraiberg | +55 (11) 3323-3829 - jordan.fraiberg@inpresspni.com.br
Mayara Brasil | +55 (11) 3323-1629 - mayara.brasil@inpresspni.com.br
Alcione Cavalcante | +55 (11) 4871-1473 - alcione.cavalcante@inpresspni.com.br
Giovana Battiferro | +55 (11) 3330-3806 - giovana.battiferro@inpresspni.com.br

Facebook

Nossa jornada da preservação continua! A estrela de hoje é o Mestre Vidrúcio: para ele, todo dia é dia de refletir sobre os resíduos. 😉 Você sabia que frascos de perfume, garrafas de bebida e potes de conserva devem ser descartados no lixo reciclável? Se o vidro estiver quebrado, é importante embalar o material em jornal ou garrafa pet para evitar acidentes com os profissionais que fazem a coleta. O Mestre Vidrúcio é tão incrível que pode se reinventar infinitas vezes sem nunca perder a pureza. Gostou dele? Coloque a sua reação 😆 😮 💗 nesse post para ajudá-lo a chegar em casa. 😜 Semana que vem apresentaremos mais um mascote da reciclagem, fique ligado! #futurorenovavel #descartederesiduos #meioambiente

#PraCegoVer Imagem do mascote Mestre Vidrúcio, abaixo um labirinto com três emojis de reação do Facebook, que no final chegam em uma lixeira com o símbolo da reciclagem. Há o texto "Desafio. Mestre Vidrúcio em sua casa. Responda com a reação do caminho correto que o levará até a lixeira reciclável. Todo dia é dia para refletir sobre os resíduos". No canto inferior direito, nosso logo Klabin.
... Ver MaisVer mais

1 dia atrás  ·  

Visualizar no Facebook

Youtube